Escola Alessandra Assunção trabalha cultura africana e afro-brasileira
Escola promoveu apresentação de Maculelê, como forma de expressar o respeito à Consciência Negra

No dia 28 de novembro, alunos do 1º e 2º ano da Escola Municipal Alessandra Cristina Assunção, após terem trabalhado durante o bimestre diversas características da cultura africana e afro-brasileira, realizaram uma apresentação de Maculelê, como forma de expressar o respeito à Consciência Negra.  A atividade foi coordenada pelas educadoras Michelli Lourenço Colaço e Paola Armstrong Presa com a colaboração da estagiária Juliana Staroi e do professor Valdinei dos Santos.


O Maculelê é uma dança, um jogo de bastões remanescente dos antigos índios cucumbis. Esta “dança de porrete” tem origem Afro-indígena, pois foi trazida pelos negros da África para o Brasil e então misturada com alguns elementos da cultura dos índios que aqui já viviam. A característica principal desta dança é a batida dos porretes uns contra os outros em determinados trechos da música que é cantada e acompanhada pela forte batida do atabaque. Esta batida é feita quando no final de cada frase da música, os dois dançarinos cruzam os porretes batendo-os dois a dois.


Para complementar o espetáculo, houve uma apresentação de capoeira, com o Grupo “Capoeira Brasil”, do professor Roberto. Tanto os trabalhos realizados em sala como as apresentações despertaram muito o interesse nas crianças em relação à cultura africana e afro-brasileira, a dança em especial, até mesmo crianças que não tinham o gosto pelas apresentações em geral, o que tornou o assunto muito prazeroso e gratificante, tanto para os alunos, quanto para as professoras, o que pode ser percebido pelo entusiasmo com que as crianças dançavam.

Ver a notícia completa